(Português) Crueldades Sem Explicação: Experimentos em macacos falham em pacientes com doenças neurológicas

IN ORIGINAL LANGUAGES, 12 Nov 2018

Vitoria Pinheiro - ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais

Cientista descreve os testes realizados em animais como extremamente cruéis e desnecessários.

Novos estudos revelam que os experimentos realizados com macacos falham em pacientes com doenças neurológicas. De acordo com o Dr. Jarrod Bailey, cientista de pesquisa sênior da  Cruelty Free International, os testes realizados em animais não possuem utilidade em humanos, o que significa sofrimento e morte de milhares de animais inocentes sem nenhuma razão.

Foto: Pixabay

O Dr. Bailey, juntamente com outros cientistas, descreve os experimentos feitos com animais como cruéis e desnecessários, detalhando como os macacos têm a parte superior de seus crânios removidos para que os eletrodos possam ser colocados em seus cérebros para medir a atividade dos nervos.

“Os macacos são presos em cadeiras onde são mantidos por muitas horas, dia após dia, durante semanas ou mesmo meses”, acrescentou. “Eles ainda têm seus ossos parafusados para manter a cabeça completamente imobilizado durante os procedimentos.”

Ele também alegou que os testes feitos na Europa e em outros países, ocultam o verdadeiro sofrimento causado aos animais e exageram no suposto benefício para os seres humanos. O médico também acrescentou que as diferenças entre os cérebros de humanos e macacos fazem com que os experimentos tenham uma relevância consideravelmente limitada para os seres humanos.

Algumas organizações científicas ainda defendem a escolha de realizar testes em animais. O Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento de Parkinson do Reino Unido, Dr. Arthur Roach, disse: “O uso de animais em pesquisas tem contribuído para muitos avanços em nossa compreensão de Parkinson e na descoberta de tratamentos.

Mesmo que alguns cientistas ainda usem esse argumento, um número crescente de pesquisadores vem optando por defender métodos alternativos aos que usam animais.

“Com o poder incrível, cada vez maior, de métodos de pesquisa alternativos humanitários para desbloquear o funcionamento do cérebro humano, juntamente com o valor científico questionável de testes em animais, há cada vez menos razões para defender o sofrimento desses seres em experimentos tão cruéis”, declarou Dr. Bailey.

____________________________________________

Veja também:

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.