(Portuguese) No Brasil, pela Primeira Vez, um Deputado Federal É Condenado à Prisão

ORIGINAL LANGUAGES, 11 Oct 2010

Antonio Carlos Lacerda, Correspondente no Brasil - Pravda

O deputado federal do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) do Estado de Goiás, no Centro-Oeste do Brasil, José Fuscaldi Cesílio, o Tatico, foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos de prisão, em regime semi-aberto, por apropriação indébita e sonegação fiscal.

Esta é a primeira vez que no Brasil um deputado federal é condenado à prisão. Deputado pelo Estado de Goiás, Tatico até que tentou se candidatar à reeleição, só que pelo Estado de Minas Gerais, mas já teve o registro de sua candidatura cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) daquele Estado. Mesmo assim, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ainda não julgou o caso.

Tatico foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) pelo crime de apropriação indébita previdenciária e sonegação de contribuição previdenciária, e pretende pedir à Justiça esclarecimentos sobre a decisão, mas, há informações de que o STF não vai mudar o teor da sentença condenatória.

De acordo com denúncia do MPF, a empresa de Tatico, a Curtume Progresso Indústria e Comércio Ltda., teria deixado de repassar as contribuições previdenciárias dos empregados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), relativas às folhas de pagamento mensal e também às rescisões contratuais, no período de janeiro de 1995 a agosto de 2002.

Em maio deste ano, o STF tinha condenado, pela primeira vez, um deputado federal à prisão. Foi José Gerardo O. de Arruda Filho, o Zé Gerardo, do PMDB do Estado do Ceará, no Nordeste do Brasil.

Zé Gerardo foi condenado por crime de responsabilidade quando era prefeito de Caucaia, no Ceará, mas a condenação foi convertida em pagamento de salários mínimos e prestação de serviços à comunidade. Segundo o STF, a pena de Tatico não pode ser convertida.

De acordo com a decisão dos ministros do STF, proferida de forma unânime, ficou comprovado que Tatico não repassou ao INSS as contribuições previdenciárias pagas por seus funcionários.

Participaram da sessão o relator do processo, ministro Carlos Ayres Britto, Joaquim Barbosa, José Antonio Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Ellen Gracie e Marco Aurélio Mello.

Antes de ser deputado por Goiás, Tatico foi eleito parlamentar pelo Distrito Federal. Ele é dono de supermercados populares no entorno de Brasília, e ainda responde a outra ação penal no STF, que não foi julgada, e trata de acusação por furto de carga.

Opinião do Correspondente no Brasil:- O Poder Judiciário Brasileiro vem dando concretas mostras de que realmente tem a firme determinação de materializar e personificar, através de muitos de seus juízes, desembargadores e ministros, a Justa, Fiel e Verdadeira Justiça dos Homens, tão sonhada, desejada e esperada pelo homem comum, indefeso, impotente, anônimo e massacrado nos seus direitos fundamentais pelo poder destruidor do capital e pela influência e privilégios concedidos aos que se projetam na escala social.

Go to Original – pravda.ru

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


Comments are closed.