(Português) Inteligência, Cognição e Personalidade: A Importância de Se Conhecer as Vacas

IN ORIGINAL LANGUAGES, 13 November 2017

Claudia Braghetto - ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais

Todos os documentos mencionaram a importância de se estudar a cognição e inteligência bovinas, uma vez que há muito mais pesquisas feitas em animais que não são considerados de consumo em geral, como cães, primatas e golfinhos.

Vacas são inteligentes e tem personalidade própria.
(Foto: Kristin Hugo/Newsweek)

10 nov 2017 – Um artigo científico publicado recentemente resume uma seleção de pesquisas que demonstram a cognição de vacas e determinam que elas podem ter momentos “Eureca”, se sentirem otimistas ou pessimistas, são afetadas por experiências dolorosas, protegem seus filhotes e reconhecem seus amigos.

Chamado de The Psychology of Cows, o artigo foi publicado no diário Animal Behavior and Cognition e custeado pelo The Someone Project – auto descrito como “tentativa mais recente de mostrar às pessoas quem são os animais de fazenda”.

Foram citados mais de 200 artigos renomados que tratavam de psicologia das vacas, personalidades e inteligência. Por exemplo, vacas leiteiras correm e brincam menos após terem seus chifres retirados ou cortados com fero quente e sem anestesia. As vacas também conseguem diferenciar pessoas que as manejam de forma brusca das que as tratam gentilmente, e escolhem estar perto das últimas. Foi constatado que a cor da roupa de uma pessoa também influencia em como elas irão se sentir, dependendo da associação que fazem com as roupas de pessoas do passado. E se um veículo desconhecido estiver se aproximando de uma vaca e seu bezerro, ela irá se colocar no meio dos dois como forma de proteção.

(Foto: Kristin Hugo)

Como contou à revista Newsweek, Lori Marino, neurocientista e uma das autoras do artigo, vacas tem momentos “Eureka”. Em uma das pesquisas, foram dadas recompensas a vacas que haviam completado uma tarefa e também a vacas que não participaram da atividade. Ao medir frequências cardíacas, foi observado que as vacas das tarefas ficavam mais animadas do que as outras quando recompensadas. A conclusão foi de que existe a capacidade destes animais terem uma reação emocional ao conseguirem completar um desafio, não apenas por receberem comida.

Apesar de níveis de interpretação diferenciados de cada autor, as pesquisas prévias analisadas foram bem recebidas e o consenso é de que vacas são seres inteligentes. Todos os documentos mencionaram a importância de se estudar a cognição e inteligência bovinas, uma vez que há muito mais pesquisas feitas em animais que não são considerados de consumo em geral, como cães, primatas e golfinhos.

“É importante que as pessoas entendam quem os bovinos são para que possam tomar a decisão de como querem agir em relação a eles através de evidências reais”, disse Marino. “Não baseado em impressões, suposições, vieses de um lado ou de outro, mas com base em dados científicos objetivos sobre esses animais colocados de uma forma que seja interessante e permita que o público decida se essas informações mudam a visão que eles têm e a forma como tratam os animais”.

____________________________________

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share or download this article:


DISCLAIMER: In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

 (please enter the four letters and numbers you see above, no spaces)