(Português) Investigação revela a crueldade extrema da indústria da carne de cordeiro

ORIGINAL LANGUAGES, 18 Dec 2017

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais – TRANSCEND Media Service

O departamento de investigações da organização Animal Equality infiltrou-se novamente na indústria italiana de carne de cordeiro.

12 Dez 2017 – Os ativistas investigaram um dos cerca de 200 matadouros no país que têm autorização para matar animais sem realizar o atordoamento, uma prática cruel infligida todos os anos contra centenas de milhares de seres inocentes.

Foto: Animal Equality

As câmeras escondidas revelaram como os trabalhadores quebram sistematicamente muitos regulamentos de saúde e higiene e, o mais agravante, ignoram todos os padrões existentes da indústria.

Os cordeiros sofrem torturas físicas e psicológicas e todos são mortos enquanto ainda estão conscientes. Os funcionários utilizam ar comprimido para arrancar a pele dos músculos enquanto os cordeiros estão conscientes.

Os animais também são chutados e pisoteados, além de serem são empurrados, sendo que alguns são arrastados pelo rabo.

Matar animais sem atordoamento ainda é permitido por uma regulamentação europeia, que permite isso no caso de mortes em rituais religiosos. Porém, os matadouros geralmente se aproveitam dessa diretriz, causando ainda mais sofrimento às suas vítimas.

Este comportamento é incentivado pela ausência de controles rigorosos e pela ausência de consequências legais para aqueles que abusam de animais. Até o momento, apenas algumas multas foram emitidas devido a essa legislação, informou a Animal Equality em seu site.

A organização tem pressionado o Parlamento italiano para que a instalação de câmeras seja obrigatória em todos os matadouros.

Matteo Cupi, diretor-executivo da Animal Equality Italia, declarou: “Mesmo em matadouros que operam de acordo com os regulamentos, os animais têm medo e sofrem além da imaginação. Em uma sociedade civil como a nossa, é inadmissível que não exista uma lei que puna as pessoas que prejudicam os animais desnecessariamente e propositalmente. É o momento de acabar com isso”.

____________________________________

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


Comments are closed.