(Português) Leonardo DiCaprio junta-se à Sea Shepherd na produção de documentário sobre mamífero marinho mais ameaçado do mundo

IN ORIGINAL LANGUAGES, 16 Jul 2018

Paula Borim - ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais

As vaquitas são animais marinhos semelhantes ao boto, e atualmente restam apenas 30 delas no planeta.

13 Jul 2018 – O ator Leonardo DiCaprio, e a Sea Shepherd, ONG que promove a preservação do oceano, juntaram-se para apresentar um novo filme que expõe a crítica situação do mamífero marinho mais ameaçado do mundo, a vaquita, ou marsuíno-do-golfo-da-califórnia, como também é conhecido.

Restam apenas 30 vaquitas em todo o mundo. Foto: The Yucatan Times

O filme, entitulado como “Vaquita – Sea of ​​Ghosts”, aborda o rápido declínio da população da espécie.

O animal ameaçado é uma espécie de pequeno boto, que mede cerca de 1,5 metros de comprimento e chega a pesar 55 quilos. As vaquitas são os mamíferos marinhos mais raros do planeta, com cerca de trinta indivíduos remanescentes no mundo. Alguns especialistas suspeitam até que restem menos, apenas 12.

A população da espécie sofre principalmente devido a operações de pesca ilegal em áreas marinhas protegidas.

Leonardo DiCaprio anunciou o filme em sua página no Instagram. O ganhador do Oscar disse estar “orgulhoso” por participar da produção do filme, e disse a seus fãs para ficarem atentos para mais informações.

The #vaquita is the world's smallest and most endangered porpoise, and scientists estimate there’s fewer than 30 of them left on Earth. This International #SavetheVaquita Day, help @LeonardoDiCaprioFdn and @NRDC_ORG fight to protect the vaquita before we lose them forever. Follow the link in bio to learn more.

A post shared by Leonardo DiCaprio (@leonardodicaprio) on

O filme será produzido pelo Terra Mater Factual Studios, centro de produção de filmes da Red Bull, e dirigido por Richard Ladkani, também responsável pela direção do documentário “The Ivory Game”, que explorou a caça aos elefantes.

Segundo a revista Variety, o filme começa com um encontro entre DiCaprio e o presidente mexicano Enrique Pena Nieto. Possivelmente a reunião teve como objetivo a assinatura de um memorando de entendimento, que ocorreu em junho do ano passado. No documento, ambas as partes comprometeram-se com a preservação da vida marinha do México, que inclui o Golfo da Califórnia, região habitada pela vaquita.

Leonardo DiCaprio encontrou-se com o presidente presidente do México em junho do ano passado para discutir a questão das vaquitas. Foto: Reprodução

O documentário acompanha o “conflito às vezes violento” entre cartéis de drogas no México e gangues criminosas chinesas, assim como o conflito entre o governo mexicano, a Marinha dos EUA, o FBI e a Sea Shepherd.

O fundador da organização, Paul Watson, anunciou online que “a Sea Shepherd está trabalhando com Leonardo DiCaprio e o Terra Mater em um filme sobre o Vaquita”.

O filme deverá estrear internacionalmente no início de 2019.

____________________________________________

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.