(Português) Estudo: Mais de 90% do sal no mundo contém microplásticos

ORIGINAL LANGUAGES, 22 Oct 2018

Julia Cortezia - ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais

Pesquisas mostraram o grande impacto da poluição de plásticos no oceano ao encontrar resíduos de microplásticos em sal.

19 out 2018 – Um estudo descobriu que mais de 90% de sal analisado continha microplásticos. Ele foi conduzido pelo Greenpeace East Asia e pelo professor Kim Seung-Kyu na Universidade de Incheon e publicado na revista científica Environmental Science & Technology.

Na análise, foram utilizadas 39 diferentes marcas de sal de 21 países e regiões. 90% das marcas continham microplásticos em sua composição. O sal originário da Ásia foi o que tinha maior concentração de microplásticos.

A concentração de microplásticos é a mais alta em sal marinho, depois em sal do lago e sal-gema, mostrando como a crise da poluição plástica é abrangente.

Mikyoung Kim, ativista do Greenpeace East Asia, declarou: “Estudos recentes descobriram plásticos em frutos do mar, animais selvagens, água da torneira e agora em sal. Está claro que não há como escapar desta crise dos plásticos, especialmente porque continua a vazar para nossos cursos de água e oceanos”.

“Precisamos parar a poluição de plástico em sua fonte. Para a saúde das pessoas e do meio ambiente, é extremamente importante que as corporações reduzam sua dependência de plásticos descartáveis ​​imediatamente”.

A maior concentração de microplásticos foi encontrada no sal marinho e no sal originário da Ásia. (Foto: Pixabay)

Tudo isso significa que o adulto médio que consome 10 gramas de sal por dia pode ingerir de centenas a 2 mil microplásticos a cada ano.

A pesquisa também mostrou que os níveis variaram muito de região para região, entretanto algumas são consideradas como os principais contribuintes para a poluição plástica, como a China, Indonésia, Filipinas e Vietnã (com Sri Lanka, Tailândia, Malásia e Bangladesh também compondo a lista dos dez maiores).

O professor Kim, Seung-Kyu, autor correspondente do estudo, declarou: “As descobertas sugerem que a ingestão humana de microplásticos através de produtos marinhos está fortemente relacionada às emissões plásticas em uma determinada região”.

“Para limitar nossa exposição a microplásticos, medidas preventivas são necessárias, como controlar a descarga ambiental de plásticos mal geridos e, mais importante, reduzir o desperdício de plástico”.

Aproximadamente 700 espécies marinhas encontram-se hoje em risco de extinção como resultado de microplásticos do Great Pacific Garbage Patch encontrados até o Ártico.

____________________________________________

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


Comments are closed.