(Português) Explosões sísmicas no oceano Atlântico ameaçam baleias em extinção

ORIGINAL LANGUAGES, 24 Dec 2018

Mariana Duque - ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais

Ambientalistas da Caroline do Sul processaram o governo federal na semana passada para evitar explosões sísmicas de ar comprimido.

Foto: Pixabay

21 dez 2018 – O processo, extremamente barulhento e perigoso, é usado para procurar depósitos de petróleo e gás nas profundezas do oceano, o primeiro passo em direção à perfuração offshore.

Se permitida, a detonação sísmica de armas de fogo prejudicaria a vida marinha, incluindo baleias , golfinhos , peixes e zooplâncton – a base da cadeia alimentar oceânica.

O processo, aberto na Carolina do Sul, afirma que o National Marine Fisheries Service (NMFS) violou a proteção do mamífero marinho Act, o Endangered Species Act, e a Lei de Política Nacional do Meio Ambiente,  quando emitiu ao fundo as autorizações( IHAS) no final de novembro. Essas autorizações permitem que cinco empresas prejudiquem ou assediem mamíferos marinhos enquanto conduzem explosões sísmicas em uma área duas vezes o tamanho da Califórnia, que vai de Cape May, Nova Jersey, a Cape Canaveral, Flórida.

O governo estimou que a detonação sísmica de armas de pressão no Atlântico poderiam ameaçar mamíferos marinhos como golfinhos e baleias – que dependem do som para alimentar, acasalar e comunicar. A explosão também colocaria em risco a icônica baleia franca do Atlântico Norte.

Foto: Pixabay

“Esta ação é ilegal e vamos pará-la”, disse Diane Hoskins, diretora de campanha da Oceana em um comunicado.

“A decisão precipitada da administração Trump de prejudicar centenas de milhares de mamíferos marinhos na esperança de encontrar petróleo e gás é míope e perigosa. Armas sísmicas podem danificar tudo, desde pequenos zooplânctons e peixes até golfinhos e baleias. Mais de 90% dos municípios costeiros da zona de explosão se opuseram publicamente ao lançamento de armas sísmicas na costa. Nós vencemos essa luta antes e vamos vencê-la novamente”. As informações são do World Animal News.

“O governo Trump tem escapado das objeções de cientistas, governadores e milhares de comunidades e empresas costeiras para viabilizar essa atividade perigosa. Agora, quer massacrar a lei “, disse Michael Jasny, diretor do Conselho de Defesa dos Recursos Naturais (NRDC) . “Permitir explosões sísmicas nesta escala nessas águas não é consistente com as leis que protegem nossos oceanos”.

Agora, a oposição e a preocupação com as atividades de perfuração offshore no Atlântico incluem:

Governadores da Flórida, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte, Virgínia, Maryland, Delaware, Nova Jersey, Nova York, Connecticut, Rhode Island, Massachusetts e New Hampshire

Mais de 240  municípios do estado da costa leste

Mais de 1.500 funcionários bipartidários locais, estaduais e federais

Uma aliança representando mais de 42.000 empresas e 500.000 famílias de pescadores

Todos os três Conselhos de Gestão Pesqueira da Costa Leste

Interesses de pesca comercial e recreativa, tais como: Associação de Pesca do Sudeste, Fundação Snook e Gamefish, Fundo de Sobrevivência das Pescas, Aliança do Camarão do Sul, Fundação Billfish e Associação Internacional de Pesca de Caça.

As licenças 

Em abril de 2017, o presidente Trump emitiu uma ordem executiva para acelerar o licenciamento de explosões sísmicas sísmicas prejudiciais, revertendo a decisão do governo anterior de negar todas as autorizações pendentes para tal atividade no Atlântico.

O governo Obama havia concluído que ” o valor de obter informações geofísicas e geológicas de novos levantamentos sísmicos de armas de ar no Atlântico não supera os riscos potenciais dos impactos de pulso acústico dessas pesquisas na vida marinha”.

O NMFS emitiu licenças para cinco empresas em 30 de novembro de 2018 . Antes que essas empresas possam iniciar a detonação sísmica de armas de ar, elas também devem receber permissões do Bureau of Ocean Energy Management.

Uma recente análise econômica feita pela Oceana mostra que atividades de perfuração offshore, incluindo explosões sísmicas, ao longo do Atlântico, ameaçam mais de 1,5 milhão de empregos e quase US $ 108 bilhões em PIB, e renderiam menos de sete meses em petróleo e menos de seis meses de gás.

Uma pesquisa de maio de 2017  da Oceana, NRDC e o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal revelou que 76% dos americanos apoiam a proteção de mamíferos marinhos contra ameaças, incluindo ferimentos e mortes resultantes da perfuração de petróleo e gás em alto-mar

____________________________________________

A imprensa não apenas informa. Ela forma conceitos. Modifica ideias. Influencia decisões. Define valores. Participa das grandes mudanças sociais e políticas trazendo o mundo para o indivíduo pensar, agir e ser. É justamente este o objetivo da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais: informar para transformar. A ANDA difunde na mídia os valores de uma nova cultura, mais ética, mais justa e preocupada com a defesa e a garantia dos direitos animais. É o primeiro portal jornalístico do mundo voltado exclusivamente a fatos e informações do universo animal. Com profissionalismo, seriedade e coragem, a ANDA abre um importante canal com jornalistas de todas as mídias e coloca em pauta assuntos que até hoje não tiveram o merecido espaço ou foram mal debatidos na imprensa.

Go to Original – anda.jor.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


Comments are closed.