(Português) Sem o consumo de carnes e laticínios, uso de terra poderia diminuir em mais de 75%

ORIGINAL LANGUAGES, 24 Dec 2018

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

Segundo o estudo, a criação e o consumo de animais traz consequências negativas para o meio ambiente, para os animais e para os seres humanos.
(Foto: Jo-Anne McArthur/We Animals)

 17  dez 2018 – Um estudo intitulado “Reducing food’s environmental impacts through producers and consumers”, publicado na conceituada revista Science, afirma que se a humanidade abdicasse do consumo de carnes e de laticínios, o uso de terra para fins agrícolas poderia diminuir em mais de 75% – o equivalente as áreas dos Estados Unidos, China, União Europeia e Austrália. Como consequência, segundo a pesquisa, haveria uma grande redução do impacto no planeta e na vida dos animais, além do ganho humano em qualidade de vida.

O estudo realizado pela Universidade de Oxford e liderado por Joseph Poore, do Departamento de Pesquisa em Meio Ambiente, reuniu dados de quase 40 mil fazendas que produzem 40 produtos agrícolas em 119 países.

“Uma dieta vegana é provavelmente a melhor maneira de reduzir o impacto no planeta, não apenas por causa dos gases do efeito estufa, mas também por causa da acidificação global e eutrofização, além do uso de terra e água”, destaca a pesquisa que revela que 80% das áreas agrícolas do mundo são destinadas à criação e alimentação de animais para consumo.

A atividade, que segundo a pesquisa tem grandes consequências se tratando de alocação de terras e uso de água doce, é responsável por 58% das emissões de gases do efeito estufa, 57% da poluição da água e 56% da poluição do ar. O estudo disponibilizado no site da revista Science enfatiza que o impacto pode variar em até 50 vezes entre os produtores de um mesmo produto de origem animal, criando oportunidades substanciais de mitigação.

A pesquisa também comparou o impacto da produção de carne bovina com a proteína de origem vegetal e revelou que até mesmo a carne orgânica ou considerada sustentável pode requerer 36 vezes mais terra e gerar seis vezes mais emissões de gases do efeito estufa do que a produção de ervilhas, por exemplo.

_____________________________________________

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

 

Go to Original – vegazeta.com.br

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


Comments are closed.