(Português) Imagens Expõem Crueldade da Exportação de Gado Vivo

ORIGINAL LANGUAGES, 25 Nov 2019

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

Um vídeo publicado no YouTube pela Mercy for Animals Brasil mostra a triste realidade desses animais.

Animais são pendurados pelas pernas e içados do alto dos navios como se fossem objetos.  (Imagem: MFA/Reprodução)

21 nov 2019 – Depois de um ano de protestos e determinações legais que poderiam ser favoráveis ao fim da exportação de animais vivos no Brasil, imagens chocantes revelam a terrível realidade dos bois transportados em navios para matadouros em países distantes.

Um vídeo publicado hoje (21) no YouTube pela organização Mercy for Animals Brasil mostra animais tendo seus pescoços cortados enquanto ainda estão conscientes e aptos a sentirem dor.

Outras imagens revelam bois sendo esfaqueados, recebendo chutes e tendo seus rabos violentamente torcidos. Funcionários também aterrorizam os animais e cortam seus tendões; outros são pendurados pelas pernas e içados do alto dos navios.

Para que isso não continue ocorrendo, a Mercy For Animals criou uma petição pedindo ao Senado Federal brasileiro que aprove o Projeto de Lei 357/2018, que prevê a proibição da exportação de animais vivos destinados ao abate em outros países.

A exportação de animais vivos para abate está sendo progressivamente eliminada da Nova Zelândia e da Índia, e já foi objeto de projetos de leis, leis e decisões judiciais que proibiriam essa prática no Brasil. O Ministério Público Federal também defendeu o fim da exportação de animais vivos para abate, a considerando inconstitucional.

“Desde o dia em que esses animais são carregados em navios lotados e sujos até o dia em que são brutalmente mortos, suas vidas são cheias de miséria e privação”,

disse a diretora executiva da Mercy For Animals Brasil, Sandra Lopes.

“Como uma sociedade civilizada, é nosso dever banir a absurda prática de exportação de animais vivos, um completo desastre animal e ambiental”.

Luisa Mell, que participa do vídeo da Mercy For Animals também destacou que

‘‘o que esses animais passam no trajeto desde a fazenda até o Oriente Médio é pior do que os nossos piores pesadelos. Algo que, se acontecesse com um cachorro, teríamos uma multidão de pessoas e toda a imprensa mobilizadas para banir. É preciso acabar com esse absurdo imediatamente.’’

_____________________________________________

 

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

Go to Original – vegazeta.com.br


Tags: ,

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.