(Português) Paul McCartney protagoniza nova campanha contra testes em animais

ORIGINAL LANGUAGES, 4 Nov 2019

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

Em campanha lançada hoje [23 Out] pela PETA, Paul McCartney é o protagonista do vídeo “Looking For Changes”, inspirado na música lançada pelo ex-Beatle em 1993.

Na música, McCartney cita a crueldade das experiências com macacos, coelhos e gatos – que envolvem desde pesquisas científicas até testes de produtos como cigarros.
(Foto: Divulgação)

23 out 2019 – Em campanha lançada hoje (23) pela organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA), o músico Paul McCartney é o protagonista do vídeo “Looking For Changes”, inspirado na música lançada pelo ex-Beatle em 1993.

McCartney cedeu os direitos da música à PETA para a produção de um clipe em animação que questiona e rejeita a validade dos testes em animais e suplica por mudanças, defendendo que “temos condições de fazer melhor”, ou seja, sem usar e abusar de animais.

Em comunicado divulgado pela organização, Paul McCartney justificou que ele ainda continua procurando por mudanças que possam livrar os animais dos laboratórios. “As experiências com animais não são éticas – são uma falha colossal e uma perda de tempo e dinheiro. Podemos e devemos fazer melhor”, reforça.

Na música, McCartney cita a crueldade das experiências com macacos, coelhos e gatos – que envolvem desde pesquisas científicas até testes de produtos como cigarros.

O ex-Beatle participa de campanha em defesa dos animais há décadas e já relatou inúmeras vezes que a sua motivação para não consumir animais veio de uma experiência nos anos 1970, quando ele e Linda olharam pela janela e viram cordeiros felizes saltitando.  “Foi como se a ficha tivesse caído, a lâmpada acendeu. Vimos que poderíamos simplesmente desistir disso. Acabei percebendo que eu estava tirando a vida dos animais”, disse em entrevista à jornalista Barbara Ellen, publicada no The Guardian em 18 de julho de 2010.

McCartney atribui a Linda, falecida em 1998, a sua abstenção do consumo de carne. Sua esposa inclusive atraiu muita atenção com seus livros de receitas sem carne. “Ela tinha um jeito, uma força não agressiva, e muitos de nossos amigos se tornaram vegetarianos por causa disso”, explicou.

“Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos” se tornou uma das citações mais populares entre vegetarianos e veganos desde 2009. A frase foi dita pelo compositor britânico Paul McCartney no documentário “Glass Walls” ou “Paredes de Vidro”, que apresenta a realidade dos animais explorados para consumo.

_____________________________________________

 

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

Go to Original – vegazeta.com.br


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.