(Português) PETA Publica Vídeo que Mostra Crueldade por Trás do Couro

ORIGINAL LANGUAGES, 20 Jul 2020

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

Nova investigação expõe o sofrimento dos animais que são mortos e utilizados também como matéria-prima na indústria de couro.

11 jul 2020 – A organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) publicou esta semana um novo vídeo mostrando a crueldade por trás do couro. As imagens resultam de uma investigação da Manfred Karremann iniciada na Alemanha.

“Os animais são submetidos a longas e cansativas viagens para locais do outro lado do mundo antes de serem mortos para extração do couro. Durante o transporte, não recebem água e comida o suficiente, e podem cair e sofrer pisoteamento até a morte. Até vacas prenhas são forçadas a suportar a exportação.”

A PETA afirma ainda que nessa indústria animais feridos e moribundos são abatidos de forma ilegal. É comum o envio para destinos onde serão mortos sem tentativa de insensibilização, segundo a denúncia. Ou seja, são amarrados e têm suas garantas cortadas com uma faca. Além disso, pode demorar para morrerem.

Origem do couro é desconhecida

“A rotulagem inadequada dos produtos de couro torna quase impossível rastrear a origem dos animais e seus couros. Designações como ‘Made in Italy’ não revelam com precisão a origem, para que os consumidores possam dizer de onde ou de que animal o couro de suas bolsas, sapatos ou móveis realmente veio”, frisa a organização.

A produção de couro, muitas vezes um subproduto da indústria da carne, também contribui com a matança de pelo menos um bilhão de animais ao ano, de acordo com a PETA. Também gera impacto ambiental, seja a partir da criação de animais ou da utilização de agentes químicos nocivos à saúde e ao meio ambiente no processo de curtimento.

Antes de terem seus couros transformados em cintos e bolsas, esses animais enfrentam todos os horrores da agropecuária, incluindo a última e aterradora viagem com destino ao matadouro. Entre as principais vítimas estão bois e vacas, mas também bezerros, porcos, cavalos, bodes, cabras, ovelhas e carneiros, além de outras espécies.

Produção não é segura nem sustentável

Se a matéria-prima for importada, por exemplo, pode ser que um produto que chegue às mãos do consumidor seja proveniente de couro de cachorro, de gato ou de coelho, se no país de origem a prática não for proibida e combatida.

Como a produção de couro não é considerada segura ao meio ambiente e à saúde humana, Estados Unidos e países da Europa há muito têm transferido suas operações para países em desenvolvimento, onde há mais negligência em relação ao tratamento cruel dispensado aos animais e ao impacto ambiental dessas atividades.

_____________________________________________

 

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

Go to Original – vegazeta.com.br


Tags: , , , ,

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.