(Português) Degradação Florestal da Amazônia Cresce 465% em Um Ano

ORIGINAL LANGUAGES, 7 Sep 2020

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

Além disso, segundo o Imazon, desmatamento no bioma amazônico aumentou 29% entre agosto de 2019 e julho de 2020

“Entre os meses analisados, março foi o que registrou o maior aumento na devastação da Amazônia” (Foto: Ibama/Acervo)

1 set 2020 – De acordo com um levantamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), o desmatamento no bioma amazônico aumentou 29% entre agosto de 2019 e julho de 2020. Já a degradação florestal teve aumento de 465% no mesmo período.

“Entre os meses analisados, março foi o que registrou o maior aumento na devastação da Amazônia. No último mês de julho, foram derrubados 1.147 km² de área verde”, informa o Imazon, acrescentando que o Pará, que responde por 62% do desmatamento, foi o estado mais afetado, com seis cidades das dez mais impactadas pela perda de cobertura florestal.

“Ao todo, foram 2.909 km² de floresta derrubados apenas em território paraense. Em seguida, está o Amazonas, com 1.131 km², e o Mato Grosso, com 971 km² desmatados”, destaca. No Pará, só Altamira perdeu 540 km² de floresta.

“São Félix do Xingu, também no Pará, e Lábrea, no Amazonas, ocupam o segundo e o terceiro lugar da lista”, frisa o Imazon. Além do desflorestamento, o que também cresceu foi a degradação florestal, que equivale a 465% a mais em comparação com os 12 meses anteriores.

4.417 km² de áreas degradadas

“No total, foram detectados 4.417 km² de área degradada. Alguns exemplos de degradação são os incêndios florestais, que registraram recorde em agosto do ano passado”, revela o instituto.

E complementa: “Esses incêndios podem ser causados por queimadas controladas em áreas privadas para limpeza de pasto, por exemplo, mas que acabam atingindo a floresta e se alastrando. A extração seletiva de madeira para fins comerciais é outro exemplo de degradação.”

_____________________________________________

 

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

Go to Original – vegazeta.com.br


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.