(Português) Número de veganos em parte da Europa dobra em quatro anos

ORIGINAL LANGUAGES, 16 Nov 2020

David Arioch | Vegazeta – TRANSCEND Media Service

De acordo com uma pesquisa da rede de supermercados Veganz, a soma do número de veganos em sete países subiu para 2,6 milhões em 2020.

A pesquisa também apontou que mais de 30% de um total de 2,6 mil entrevistados com 15 a 64 anos declarou que está reduzindo o consumo de carne. (Foto: Picture-Alliance/DPA)

11 nov 2020 – De acordo com uma pesquisa da rede de supermercados Veganz, sediada em Berlim, na Alemanha, a soma do número de veganos em sete países da Europa dobrou em quatro anos – subindo de 1,3 milhão em 2016 para 2,6 milhões em 2020.

A pesquisa com pessoas da Alemanha, Áustria, Suíça, Bélgica, França, Portugal e Dinamarca, também apontou que mais de 30% de um total de 2,6 mil entrevistados com 15 a 64 anos declarou que está reduzindo o consumo de carne.

Além disso, 45,5% dos veganos identificados pela pesquisa afirmaram que gostariam de encontrar mais opções veganas de linguiças, salsichas e frios. Já 38,6% desses consumidores estão interessados em mais assados de origem vegetal.

Outro apontamento feito pelo relatório é o de que 20% de todos os entrevistados, veganos e não veganos, têm interesse em experimentar carne cultivada em laboratório. Já o percentual envolvendo apenas veganos é maior – 42%.

Por outro lado, a carne cultivada deve demorar a se tornar uma realidade para muitos consumidores, já que hoje seu custo é bem elevado, o que torna as alternativas à base de vegetais, de longe, muito mais vantajosas para atrair consumidores.

A pesquisa foi conduzida para avaliar tendências de consumo e identificar quais são os produtos que hoje despertam mais interesse entre a população vegana e entre aqueles que estão reduzindo o consumo de alimentos de origem animal, além de identificar a proporção de crescimento do número de veganos.

O maior índice de crescimento foi registrado na Alemanha.

_____________________________________________

 

David Arioch é jornalista profissional, historiador e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário.

 

Go to Original – vegazeta.com.br


Tags: , ,

 

Share this article:


DISCLAIMER: The statements, views and opinions expressed in pieces republished here are solely those of the authors and do not necessarily represent those of TMS. In accordance with title 17 U.S.C. section 107, this material is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. TMS has no affiliation whatsoever with the originator of this article nor is TMS endorsed or sponsored by the originator. “GO TO ORIGINAL” links are provided as a convenience to our readers and allow for verification of authenticity. However, as originating pages are often updated by their originating host sites, the versions posted may not match the versions our readers view when clicking the “GO TO ORIGINAL” links. This site contains copyrighted material the use of which has not always been specifically authorized by the copyright owner. We are making such material available in our efforts to advance understanding of environmental, political, human rights, economic, democracy, scientific, and social justice issues, etc. We believe this constitutes a ‘fair use’ of any such copyrighted material as provided for in section 107 of the US Copyright Law. In accordance with Title 17 U.S.C. Section 107, the material on this site is distributed without profit to those who have expressed a prior interest in receiving the included information for research and educational purposes. For more information go to: http://www.law.cornell.edu/uscode/17/107.shtml. If you wish to use copyrighted material from this site for purposes of your own that go beyond ‘fair use’, you must obtain permission from the copyright owner.


There are no comments so far.

Join the discussion!

We welcome debate and dissent, but personal — ad hominem — attacks (on authors, other users or any individual), abuse and defamatory language will not be tolerated. Nor will we tolerate attempts to deliberately disrupt discussions. We aim to maintain an inviting space to focus on intelligent interactions and debates.

*

code

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.